abrotea

palavras!simples palavras! patriciags468@gmail.com

quarta-feira, agosto 22, 2007

Sonhei contigo
Todos os segundos que vivi
Repousada no meu leito
Embrenhada nas tarefas corriqueiras
Ouvindo as confissões dos outros
Sonhei contigo em permanência.
À boca, o sabor do beijo roubado.
Na pele arrepiada de desejo.
Doce perfume de corpo adormecido
Sonhei contigo nas horas felizes dos risos
No aconchego do teu abraço
Na ternura das tuas mãos.
Um dia sonhei contigo, de costas.
Quase cabisbaixo.
Memória ou premonição?
Rosto enrolado, caído e até envergonhado.
Às vezes passo pela parede onde te encontras
De soslaio, ainda te olho nas costas.
Porque não mais te voltaste para mim.

1 Comments:

  • At 5:01 da tarde, Anonymous Defensor said…

    Amiga, que belo poema de sentimentos pessoais e de saudade de uma paixão.
    Beijinhos

     

Enviar um comentário

<< Home