abrotea

palavras!simples palavras! patriciags468@gmail.com

segunda-feira, junho 05, 2006

Nada explica. Nada justifica…
E fica este pesar, esta mágoa.
Fossilizada pelo passar dos anos.
A dor, essa não se apaga.
A memória não descansa.
E a vida tropeça em cada passo.
Não avança nem procede.
Recua a cada instante
Ao fantasma. Ao passado.
À dor. À humilhação.
Às certezas de que nada explica.
Nada justifica…

2 Comments:

  • At 9:37 da manhã, Blogger João Lisboa said…

    Não consigo ficar sossegado. Mexe comigo. Toca-me!
    Não sei bem porquê. Talvez por ser amigo...
    Não consigo ficar indiferente.
    Tenho que dizer: - Estou aqui!
    Bjs
    João

     
  • At 5:51 da manhã, Anonymous Anónimo said…

    Enjoyed a lot! »

     

Enviar um comentário

<< Home